1 de fevereiro de 2014

Filme: The Count of Monte Cristo


.......

 ECOS DE SAUDADE

 Nos meus versos tristes imprimo a marca de tua saudade... 
Na galáxia jogo os ecos dos nossos gritos de amor. 

Canto cirandas da noite com sentidos duplos cristalizando 
desejos cultivados nos meus sonhos... 

Nas cores do arco-íris vejo teus olhos verdes 
como a dar colorido aos meus poemas sem vida

Pelo mundo adentro abafo minhas emoções
 e tropeço nas armadilhas surgidas com tua partida...

 Guardo em mim um pedaço de ti... 
Me perco de mim... 
E furto do universo a esperança da tua volta... 

Val Bomfim

2 comentários:

Gracita disse...

Bom dia Maria
Como dói uma saudade. Lindo poema.
“A amizade é fundamental em nossas vidas. Por isso agradeço a Deus pelas pessoas que ocupam um lugar especial em meu coração. Você é uma delas! Obrigada por seu carinho” E para estreitar os laços da nossa amizade estou lhe oferecendo um singelo mimo. Acesse aqui... http://gracitamensagens.blogspot.com.br/2014/01/o-valor-de-uma-amizade.html e pegue o seu. Tenha um lindo final de semana.
Beijos com afeto
Gracita

Maria Iraci Leal disse...

Belíssimo poema, parabéns poetisa, bjs MIL.

Se alguém perguntar por mim diga que pinto poesias, não gosto de desalegrias e amo a paixão. Nos traços de uma pintura imagino a saudade e todo o amor que invade o sentimento de um coração 

 Marcos Andruchak