14 de abril de 2013

Da vida


Da vida, não quero muito. 
Quero apenas saber que tentei tudo o que quis. 
Tive tudo o que pude. 
Amei tudo o que valia. 
E perdi apenas o que, no fundo, nunca foi meu.

3 comentários:

Elisabete disse...

Bonitos versos!
Boa semana

Flavia disse...

Pessoal
Ajudem comprando qualquer item da promoção da lojinha para ajudar nas despesas dos animais resgatados que aguardam adoção em lar temporário
http://adoteumfocinhocarente.blogspot.com.br/2013/04/mais-coisinhas-novas-na-lojinha-itens.html


ou comprando qualquer numero da rifa
http://adoteumfocinhocarenterifas.blogspot.com.br/

Por favor, ajudem na divulgação. Quem sabe aquele amigo que vc nem sabia quer adotar um animalzinho??
WWW.adoteumfocinhocarente.blogspot.com

ONG ALERTA disse...

Uma frase verdadeira, beijo Lisette.

Se alguém perguntar por mim diga que pinto poesias, não gosto de desalegrias e amo a paixão. Nos traços de uma pintura imagino a saudade e todo o amor que invade o sentimento de um coração 

 Marcos Andruchak